sábado, julho 20, 2024

InícioNotícias"Lázaro Cuiabano" iguala Lázaro de Goiás e fica 20 dias foragido. Caçada...

“Lázaro Cuiabano” iguala Lázaro de Goiás e fica 20 dias foragido. Caçada continua

- Anúncio -

A caçada para encontrar Rafael Britto de 28 anos, entra no seu 20º dia, mobilizando mais de 300 policiais em Cuiabá e região

Lázaro Barbosa, de 32 anos, ou “o serial-killer do DF”, esteve em fuga no ano de 2021 mobilizando mais de 300 agentes de segurança após cometer dezenas de crimes em Goiás. A caçada durou 20 dias até que ele foi morto. Em Cuiabá, Rafael Britto, de 28 anos, que assassinou o sargento Odenil Alves, de 47 anos, a caçada já entra no seu 20º dia, mobilizando praticamente a mesma quantidade de policiais, incluindo recompensa de R$ 10 mil.

Entre em nosso grupo do WhatsApp  Clique aqui

ciopaer
Ciopaer enviou uma aeronave para ajudar nas buscas — Foto: Polícia Civil

Os crimes de Lázaro ganharam notoriedade após ele matar quatro pessoas da mesma família, em uma chácara do Distrito Federal. Sua captura foi de extrema dificuldade, uma vez que se escondia em regiões de mata e despertava debates nas redes sociais de que o homem poderia ter até mesmo poderes sobrenaturais de “ficar invisível”.

Se inscreva no canal GN TV Online no YouTube –  Clique aqui e ative o sininho em TODAS

Em Mato Grosso, Ciopaer (Centro Integrado de Operações Aéreas) tem dado apoio às ações de busca realizadas pela DHPP (Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa) que, até o momento, segue uma linha principal – de que o sargento foi vítima de um latrocínio (roubo seguido de morte). Ele teve a arma roubado após o crime.

Linha do tempo da fuga

O executor do sargento Odenil Alves, teria sido localizado em um residencial em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, nessa quarta-feira (12), mas conseguiu fugir. Nesta terça-feira (18) completa-se 20 dias do dia da morte, que ocorreu em 28 de maio.

Raffael Amorim de Brito suspeito de matar sargente da pm em cuiaba
Suspeito ainda está foragido. (Foto: Reprodução)

Segundo o tenente coronel Marcel, o executor foi avistado saindo de uma residência junto a outro homem. Na casa foram encontrados 6 munições intactas, uma arma que pode ter sido a utilizada na morte do sargento e porções de maconha. O material está sendo periciado, enquanto as buscas continuam.

Instagram: @gncomunicacao/ 

Identificação do suspeito  

A descoberta da identidade do criminoso foi feita por meio de análises de imagens de câmeras de monitoramento e investigações.

Prisão e mortes durante caçada

Um homem, ainda não foi identificado, foi preso em 9 de junho por auxiliar na fuga de Raffael. A prisão ocorreu após a PM receber informações da equipe integrada de inteligência do Bope (Batalhão de Operações Especiais) de que um veículo Ônix, utilizado para dar apoio na fuga de Raffael, estava em uma residência localizada no bairro Novo Paraíso em Cuiabá.

Foto caso sargento morto
Foto: divulgação

As equipes saíram em buscas do veículo e identificaram um homem, de 32 anos, que tentou fugir assim que viu os policiais, mas acabou preso. 

Durante a fuga, ele jogou a chave do carro, que não foi localizada.  
 
Questionado sobre o motivo da fuga, o suspeito confessou que é integrante de uma organização criminosa e que teria recebido ordens para dar apoio na fuga de Raffael após o homicídio do sargento Odenil Alves Pedroso, e que tinha o deixado numa região rural conhecida como Monte Sinai.  

Instagram: @gncomunicacao/ 

Outros três suspeitos de auxiliarem na fuga do homem que teria matado o sargento morreram em confronto com policiais dia 29 de maio em Sinop, a 503 km de Cuiabá.

Mortes de suspeitos 2
Policiais reunidos após a morte dos 3 suspeitos. (Foto: Reprodução)

As equipes da DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa) localizaram a motocicleta, o capacete, botinas e uma jaqueta utilizados pelo criminoso no momento da execução.  

Suspeito de matar policial
Imagem mostra moto que teria sido usada no crime e foto de Raffael Amorim de Brito. (Foto: Reprodução)

O veículo e os pertences foram apreendidos em um endereço na Rua Paraná, do bairro CPA 2, onde, segundo a polícia, o autor do homicídio do policial abandonou os materiais logo após cometer o crime.

O assassinato

O policial era lotado no 3º Batalhão e estava lanchando após o serviço, em frente à UPA Morada do Ouro, quando foi surpreendido por um criminoso, que se aproximou do local em uma moto e atirou contra ele.

Câmeras de segurança registraram o momento em que o motociclista atira contra o sargento da Polícia MilitarVeja abaixo:

Reprodução)

Via: Primeira Página

GN Comunicação e Notícias
GN Comunicação e Notíciashttps://gncomunicacaoenoticias.com.br
Conte com nossa equipe de redação para divulgar notícias da região.
OUTRAS NOTÍCIAS
- Anúncio -

- Anúncio -

- Anúncio -

- Anúncio -

- Anúncio -

Mais notícias

Recent Comments