quinta-feira, junho 13, 2024

InícioNotíciasGrupo de invasores de terra do Xingu usavam banners com foto de...

Grupo de invasores de terra do Xingu usavam banners com foto de liderança indígena e falavam em nome do Incra

- Anúncio -

Sete pessoas foram presas em uma ação integrada entre a Polícia Militar e Polícia Civil, suspeitos de organizarem invasões de propriedades particulares na região de São José do Xingu. A ação policial ocorreu na tarde de segunda-feira (27).

Clique aqui para seguir o canal da GN no WhatsApp

Cinco homens e duas mulheres foram conduzidos para Confresa, após serem presos em São José do Xingu e Santa Cruz do Xingu. Todos são suspeitos de organizarem e recrutarem pessoas para cometer crimes de grilagens de terras na região Norte Araguaia.

Se inscreva no canal GN TV Online no YouTube –  Clique aqui e ative o sininho em TODAS

O grupo agia usando nomes e fotos de lideranças indígenas, como a do Cacique Raoni, dizendo inicialmente que estariam fazendo um trabalho em parceria com os povos indígenas, fato que acabou sendo desmentindo pela assessoria do Instituto Raoni.

Outro argumento usado pelos criminosos seria que eles teriam o apoio do INCRA Nacional, outra informação mentirosa e desmentida pela investigação da Delegacia de Regional de Confresa.

Instagram: @gncomunicacao/ 

“Eles usavam o nome do INCRA Nacional para ter certa vantagem, na hora de recrutarem novas pessoas e passar certa credibilidade, mas apuramos que também era uma informação falsa” disse o delegado Bruno Gomes.

O grupo teria alugado uma casa em São José do Xingu, onde já teriam fincado bandeiras do movimento e “trabalhavam” para convencer outras pessoas da região a entrarem no suposto movimento de reforma agrária. Também foi apurado que todos os homens presos possuem passagens policiais e são oriundos da capital Brasília.

Facebook@gncomunicacaoenoticia

Bruno Gomes destacou que não existe nenhuma propriedade na região Norte Araguaia em reforma agrária e que a população tem que ficar esperto com esses criminosos.

“Não temos nem um projeto de assentamento em nossa região, portando todo tipo de invasão será combatida” explicou o delegado regional.

O Comandante Regional da Polícia Militar, o Tenente Coronel Noelson explicou que os invasores estariam planejando invadir propriedades na região de São José do Xingu, Santo Antônio do Fontoura, Canabrava do Norte e Novo Santo Antônio onde já estariam espalhando conversas e supostas reuniões para tratar das invasões.

“Assim que ficamos sabendo desses movimentos e possíveis invasões de terras, a inteligência começou a trabalhar e levantar informações. Descobrimos que eles tinham movimentações nos municípios e já se preparavam para começar a grilar as propriedades nessa semana” disse o Militar.

Noelson também destacou a importância do trabalho integrado e o apoio do estado de Mato Grosso no combate a essa modalidade.

“O trabalho integrado entre PM e PJC se mostra muito eficiente e o apoio da Secretaria de Segurança do Estado é imprescindível para o sucesso da operação que coíbe que os criminosos tenham sucesso em seus planos” destacou o Comando.

Via:TOP FM

GN Comunicação e Notícias
GN Comunicação e Notíciashttps://gncomunicacaoenoticias.com.br
Conte com nossa equipe de redação para divulgar notícias da região.
OUTRAS NOTÍCIAS
- Anúncio -

- Anúncio -

- Anúncio -

- Anúncio -

- Anúncio -

Mais notícias

Recent Comments