sexta-feira, junho 14, 2024

InícioNotíciasOperação do GAECO prende um dos criminosos mais procurados do país, suspeito...

Operação do GAECO prende um dos criminosos mais procurados do país, suspeito de assalto em Confresa (vídeo)

- Anúncio -

Foto: Dako em 2006 e hoje. Jakson de Oliveira Santos, conhecido como Dako, de 44 anos, ficou quase 20 anos foragido Divulgação/Gaeco

Jakson Oliveira Santos, o Dako, é investigado por participar de ações do PCC, como o domínio de cidades e o novo cangaço. Ele foi capturado em uma casa de luxo em Valinhos.

Um dos criminosos mais procurados do Brasil, suspeito de participar de mega-assaltos a bancos, ataques à polícia e roubo a uma transportadora de valores em Confresa (MT), foi preso na manhã desta quarta-feira (07) em uma casa de luxo em Valinhos (SP).

Jakson Oliveira Santos, de 44 anos, também conhecido como Dako, é investigado por ter ligações com o Primeiro Comando da Capital (PCC) e envolvimento em ações de “domínio de cidades” e “novo cangaço”.

Segundo o Ministério Público de São Paulo (MP-SP), que coordenou a operação conjunta com a Polícia Militar de São Paulo (PM-SP), Dako é apontado como um dos líderes da onda de ataques à polícia de São Paulo ocorrida em maio de 2006, que deixou mais de 500 mortos. Ele também é suspeito de participar de mega-assaltos a bancos praticados em Araçatuba (SP), em agosto de 2021, e em Confresa (MT), em abril de 2023.

Dako figurava na lista dos mais procurados do país do governo federal, que oferecia uma recompensa de R$ 200 mil por informações que levassem à sua captura. Ele estava foragido desde 2006, quando fugiu do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Pinheiros, na capital paulista.

Na casa onde ele estava, foram apreendidos roupa de camuflagem para áreas de mata, luneta, pistola, equipamentos usados em fuzis, documentos falsos e radiotransmissores. A Polícia Federal coletou material genético no local para confirmar a identidade do criminoso.

De acordo com o promotor Lincoln Gakiya, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MP-SP, Dako era um dos principais articuladores do PCC e tinha um papel estratégico na organização criminosa.

“Ele era responsável por planejar e executar as ações de domínio de cidades e novo cangaço, que consistem em invadir cidades, atacar as forças de segurança, explodir agências bancárias e fugir com reféns”, disse Gakiya.

O promotor afirmou que Dako também era um dos responsáveis por recrutar e treinar novos integrantes para o PCC, especialmente nas regiões Norte e Nordeste do país.

“Ele tinha uma grande capacidade de liderança, de articulação e de mobilização. Ele era um dos criminosos mais temidos e respeitados dentro e fora do PCC”, afirmou Gakiya.

O coronel Marcelo Vieira Salles, comandante-geral da PM-SP, disse que a prisão de Dako é um duro golpe no PCC e um resultado de um trabalho de inteligência e integração entre as forças de segurança.

“Essa é uma das prisões mais importantes dos últimos anos. Ele era um dos criminosos mais procurados, mais perigosos e mais violentos do país. Ele estava envolvido em vários crimes de grande repercussão e gravidade”, disse Salles.

As autoridades prenderam Jakson Oliveira Santos (foto), conhecido como “Dako“, na manhã desta quarta-feira, 7. Ele era um dos criminosos mais perigosos entre os procurados no país.

A prisão ocorreu em uma casa de luxo no bairro Vale Verde, em Valinhos, São Paulo, durante uma operação conjunta entre o 1° Batalhão de Ações Especiais de Polícia (BAEP) e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público.

Itens apreendidos com Dako

Durante a operação, os agentes apreenderam uma série de evidências que ligam Dako a crimes graves. Foram encontrados uniformes camuflados, documentos falsos, uma pistola 9 mm com várias munições, celulares, luvas e equipamentos eletrônicos.

Além disso, os policiais também encontraram acessórios para fuzis e uma quantidade de maconha.

A prisão de Dako

Jackson foi preso enquanto dormia e não ofereceu resistência durante a abordagem policial. Ele foi autuado em flagrante por uso de documentos falsos, porte ilegal de arma de fogo e porte de drogas para uso pessoal.

Segundo investigadores, Jackson é considerado um dos principais articuladores de um grupo especializado em assaltos a grandes proporções e ataques contra as forças policiais desde 2006.

O GAECO de Campinas afirma que ele já possui uma condenação por associação ao tráfico de drogas e é réu em um caso de homicídio ocorrido em Campinas. Além disso, havia mandados de prisão pendentes por roubo.

A boa vida de Dako

Promotores do GAECO de Campinas revelaram que o criminoso levava uma vida estável e cheia de privilégios no interior paulista. Ele utilizava um documento falso com o nome “Jakson de Souza” para obter uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e criar um Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) para sua empresa.

Dako foi levado para a sede do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) de São Paulo, onde foi interrogado. Ele deve ser transferido para um presídio de segurança máxima nos próximos dias.

Via: BAND UOL

Operação do GAECO prende um dos criminosos mais procurados do país, suspeito de assalto em Confresa Créditos: Balanço Geral

Siga-nos nas nossas Redes Sociais: Facebook: @gncomunicacaoenoticias ; Instagram: @gncomunicacao/TikTok @gncomunicacaoenoticias  ;  Threads – https://www.threads.net/@gn_comunicacao Se inscreva no canal GN TV Online no YouTube –  Clique aqui e ative o sininho em TODAS . Entre em nosso grupo do WhatsApp  Clique aqui

GN Comunicação e Notícias
GN Comunicação e Notíciashttps://gncomunicacaoenoticias.com.br
Conte com nossa equipe de redação para divulgar notícias da região.
OUTRAS NOTÍCIAS
- Anúncio -

- Anúncio -

- Anúncio -

- Anúncio -

- Anúncio -

Mais notícias

Recent Comments