quinta-feira, junho 13, 2024

InícioNotíciasPreso suspeito de matar sargento da PM em MT

Preso suspeito de matar sargento da PM em MT

- Anúncio -

Paulo Ricardo da Silva Ferreira foi encontrado em uma casa em Rondonópolis, após ser procurado por equipes das polícias Civil e Militar.

Um dos suspeitos de envolvimento na morte do sargento da Polícia Militar, Djalma Aparecido da Silva, foi preso na manhã deste domingo (28) em Rondonópolis, a 212 km de Cuiabá. Paulo Ricardo da Silva Ferreira tinha um mandado de prisão temporária expedido pela Justiça de Pedra Preta, onde ocorreu o crime.

Segundo a Polícia Civil, Paulo Ricardo é considerado de alta periculosidade e estava sendo procurado desde a última segunda-feira (22), quando o sargento foi assassinado a tiros na calçada de um centro de eventos.

A prisão foi realizada por policiais da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) e do Núcleo de Inteligência da Delegacia Regional de Rondonópolis, que localizaram o suspeito em uma residência no bairro Moradas do Parati.

No momento da abordagem, Paulo Ricardo quebrou seu celular, jogando-o contra o chão. Ele foi levado para a delegacia, onde será interrogado sobre o caso e depois ficará à disposição da Justiça.

O delegado da Derf de Rondonópolis, Fábio Nahas Pereira dos Santos, elogiou o trabalho das equipes policiais que se empenharam na captura do foragido.

O homicídio

O sargento Djalma Aparecido da Silva, de 47 anos, foi morto na segunda-feira (22), em Pedra Preta, a 238 km de Cuiabá. Ele foi atingido por vários disparos de arma de fogo, enquanto caminhava na calçada do centro de eventos da cidade. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

O militar trabalhava nas cidades de Alto Garças e Alto Taquari, mas morava com a família em Pedra Preta.

As investigações apontaram que os autores dos tiros estavam em um carro Renault Sandero, que foi encontrado parcialmente queimado, no bairro Monte Orebe. Dentro do veículo, foram achados alguns documentos que levaram à identificação de Paulo Ricardo como um dos suspeitos do crime.

A Polícia Civil representou pela prisão temporária do suspeito, que foi deferida pela Justiça.

Siga-nos nas nossas Redes Sociais: Facebook: @gncomunicacaoenoticias ; Instagram: @gncomunicacao/TikTok @gncomunicacaoenoticias  ;  Threads – https://www.threads.net/@gn_comunicacao Se inscreva no canal GN TV Online no YouTube –  Clique aqui e ative o sininho em TODAS . Entre em nosso grupo do WhatsApp  Clique aqui

GN Comunicação e Notícias
GN Comunicação e Notíciashttps://gncomunicacaoenoticias.com.br
Conte com nossa equipe de redação para divulgar notícias da região.
OUTRAS NOTÍCIAS
- Anúncio -

- Anúncio -

- Anúncio -

- Anúncio -

- Anúncio -

Mais notícias

Recent Comments