quinta-feira, julho 18, 2024

InícioNotíciasHomem preso em Araguaína é considerado um dos principais articuladores do ataque...

Homem preso em Araguaína é considerado um dos principais articuladores do ataque à Confresa

- Anúncio -

Prisão ocorreu no último fim de semana, mas só foi divulgada nesta 4ª.

Um homem apontado como sendo um dos principais articuladores do ataque a Confresa (MT) foi preso em Araguaína (TO) no último fim de semana. A confirmação da prisão só foi divulgada nesta quarta-feira (3/5).

O suspeito foi identificado como Nelsivan Jovan de Araújo, de 30 anos, vulgo Perna, natural de Pernambuco. Ele foi preso em frente a um supermercado na Rua 13 de Maio, no setor George Yunes em Araguaína-TO.

A ação foi realizada pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) e Delegacias da Regional de Confresa (MT), com o apoio da 3ª Divisão Especializada de Repressão ao Crime Organizado (Deic) de Araguaína.

Segundo a Polícia Civil de Mato Grosso, o homem teria fugido para o Tocantins depois que outros dois suspeitos de dar suporte à quadrilha foram presos em Redenção (PA), em cumprimento a mandados judiciais, na semana passada.

No Pará, a polícia encontrou duas casas que serviram de base para os criminosos, antes da tentativa frustrada de roubar a transportadora de valores. O grupo pretendia levar cerca de R$ 60 milhões.

Imagens divulgadas pela polícia mostram o momento em que o bando saiu das casas e seguiu em direção a Confresa (MT), pela BR-158, em cinco automóveis de luxo blindados e outros veículos.

Uma das casas foi alugada por Nelsivan Araújo, que usava nomes falsos e é investigado por outros crimes no Tocantins. Segundo a polícia, além do apoio ao bando em Redenção, ele participou de todo o planejamento do ataque à Confresa (MT).

“Essa prisão no Tocantins é resultado da continuidade do trabalho de investigação feito em Redenção, quando identificamos o Nelsivan de Araújo, descobrimos também que ele tinha fugido para Araguaína. Ele é o mais importante apoio logístico do grupo em Redenção”, explicou o delegado titular da GCCO, Gustavo Belão.

Além destas três prisões feitas pela Polícia Civil do Mato Grosso, mais dois suspeitos de participação no crime foram presos no Tocantins durante a Operação Canguçu. Além das prisões, 15 integrantes do bando foram mortos em confrontos com a polícia.

Nelsivan Araújo passou por audiência de custódia e depois transferido para a Unidade Prisional Barra da Grota (UTPBG), em Araguaína.

Via: Notícias AF

GN Comunicação e Notícias
GN Comunicação e Notíciashttps://gncomunicacaoenoticias.com.br
Conte com nossa equipe de redação para divulgar notícias da região.
OUTRAS NOTÍCIAS
- Anúncio -

- Anúncio -

- Anúncio -

- Anúncio -

- Anúncio -

Mais notícias

Recent Comments