sábado, julho 20, 2024

InícioNotíciasCMA debate revisão das políticas de mineração nesta quarta-feira

CMA debate revisão das políticas de mineração nesta quarta-feira

- Anúncio -

Garimpo ilegal no Pará: relatório aponta danos da mineração e sugere medidas (ASCOM/SEMAS)

O Brasil não conseguirá cumprir os compromissos assumidos da agenda climática sem a revisão da política mineral. A conclusão é de um relatório, elaborado pelas entidades Observatório da Mineração e Sinal de Fumaça, que será tema de debate nesta quarta-feira (10), às 9h, em audiência pública interativa na Comissão de Meio Ambiente (CMA).

O estudo produzido pelas duas organizações da sociedade civil apresenta uma linha do tempo do setor mineral e detalha a conjuntura do segmento, além de propor 20 sugestões iniciais para a retomada da governança pública e redução dos impactos das políticas relacionadas à mineração no país.

A iniciativa do debate é da senadora Leila Barros (PDT-DF), que preside a CMA.

“Sabemos que a mineração é uma prática importante para o país e, em muitas regiões, a única fonte de renda para centenas de famílias. Entretanto, como ficou evidente com a publicidade da tragédia que domina o povo ianomâmi, no norte do país, é fundamental a presença do Estado brasileiro na fiscalização da atividade e na condução de políticas públicas para geração de emprego e renda”, observa Leila Barros no requerimento da audiência pública (REQ 22/2023).

O debate contará com a participação, já confirmada, do fundador e diretor do Observatório da Mineração, Maurício Ângelo, e da fundadora do Sinal de Fumaça, Rebeca Lerer.

A audiência pública deverá contar ainda com representantes do Instituto SocioAmbiental (ISA) e do Observatório do Clima, que ainda não confirmaram a participação no evento.

O debate será realizado na sala 15 da Ala Alexandre Costa.

Via: Agência Senado

GN Comunicação e Notícias
GN Comunicação e Notíciashttps://gncomunicacaoenoticias.com.br
Conte com nossa equipe de redação para divulgar notícias da região.
OUTRAS NOTÍCIAS
- Anúncio -

- Anúncio -

- Anúncio -

- Anúncio -

- Anúncio -

Mais notícias

Recent Comments