sexta-feira, junho 14, 2024

InícioNotíciasCom pontes destruídas e estradas alagadas, quatro cidades de MT estão em...

Com pontes destruídas e estradas alagadas, quatro cidades de MT estão em situação de emergência; fotos e vídeos

- Anúncio -

A Defesa Civil de Mato Grosso tem atuado em regiões do Estado que têm sido prejudicadas com as fortes chuvas das últimas semanas. Até o momento já foi decretada situação de emergência em quatro municípios. Outros três municípios estão em fase de levantamento de danos. Várias estradas foram alagadas e pontes foram destruídas.

Até dezembro do ano passado as cidades de Confresa e Santa Terezinha já haviam decretado estado de emergência e calamidade pública por conta dos estragos causados pelas fortes chuvas. A Defesa Civil confirmou que os municípios de Nova Bandeirantes e Luciara também estão em situação de emergência.

A Defesa Civil tem auxiliado as prefeituras no levantamento dos danos e tem as instruído no Decreto de Situação de Emergência. Os municípios de Água Boa, Porto Alegre do Norte e Paranatinga estão em fase de levantamento dos danos, para dar início ao processo de decretação.

A Defesa Civil Estadual ainda é responsável por inserir os dados na plataforma da Defesa Civil Nacional, para solicitar o reconhecimento federal da Situação de Emergência, e fazer a captação de recursos para ações de resposta e reconstrução das áreas afetadas. Também solicita homologação do Governo do Estado, para que autorize a mobilização das secretarias, para atuação nos desastres. Em várias regiões do Estado as chuvas causaram alagamento de estradas e destruição de pontes.

“São áreas alagadas, estradas, pontes destruídas. No interior do Estado tem muitas estradas vicinais, pontes de madeira, e são pontes que foram danificadas parcialmente ou total, e acaba deixando, por um certo período, comunidades isoladas, pessoas que dependem daquele acesso, então esses foram os principais efeitos das chuvas nestes municípios. O que a Defesa Civil faz é ir ao local fazer levantamento destes danos”, disse o superintendente da Defesa Civil Estadual, o tenente-coronel Luis Cláudio.

Em Confresa

A Defesa Civil de Mato Grosso tem atuado juntamente com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e com o Corpo de Bombeiros em ações de resposta e monitoramento da barragem de Confresa (a 1.167 km de Cuiabá).

O volume de água já chegou ao nível de alerta. O município já decretou estado de emergência em decorrência dos danos causados pelas fortes chuvas das últimas semanas.

De acordo com a Defesa Civil, foram realizadas ações de abertura de vertedouro adicional para queda no nível do reservatório, em Confresa, que já atingiu o nível de alerta. A Sema já descartou o risco de rompimento da barragem, mas ela segue sendo monitorada pelos órgãos.

Em dezembro do ano passado o prefeito de Confresa, Ronio Condão (PP), já havia decretado estado de emergência e calamidade pública por conta dos estragos causados pelas fortes chuvas. Estradas foram alagadas e pontes foram destruídas pela água.

O Decreto n° 250/2021, de 27 de dezembro, possibilita que o município tenha acesso a recursos da União destinados a órgãos e entidades dos Estados, Distrito Federal e Municípios, para execução de ações de prevenção em áreas de risco de desastres, e de respostas e de recuperações de áreas, além de autorizar a mobilização de todos os órgãos municipais para atuarem sob a coordenação do COMDEC (Coordenadoria Estadual de Defesa Civil) nas ações de resposta ao desastre e reabilitação do cenário, e reconstrução dos pontos prejudicados.

O decreto também autoriza a convocação de voluntários para reforçar as ações e o início de processos de desapropriação, por utilidade pública, de propriedades particulares comprovadamente localizadas em áreas de risco intensificado de desastre.

Via: Ilário Taveres

Via: Olhar Direto

GN Comunicação e Notícias
GN Comunicação e Notíciashttps://gncomunicacaoenoticias.com.br
Conte com nossa equipe de redação para divulgar notícias da região.
OUTRAS NOTÍCIAS
- Anúncio -

- Anúncio -

- Anúncio -

- Anúncio -

- Anúncio -

Mais notícias

Recent Comments