sábado, julho 20, 2024

InícioTV OnlineMORRE AOS 67 ANOS IDADE, ZAZÁ BRASIL, A PRIMEIRA SEGUNDA VOZ DE...

MORRE AOS 67 ANOS IDADE, ZAZÁ BRASIL, A PRIMEIRA SEGUNDA VOZ DE ZEZÉ DI CAMARGO

- Anúncio -

Da Redação

Aos 67 anos de idade, morreu na noite desta sexta-feira, 12 de julho, emIpameri, Areovaldo Batista da Silva, mais conhecido como Zazá Brasil, o primeiro cantor a fazer dupla comZezé di Camargo, que hoje faz dupla com seu irmão, faleceu na noite desta sexta-feira (12).
O cantor que chegou a candidatar a vereador em Ipameri na década de 80, mas era a música sua maior paixão. Zazá lutava há 2 anos contra um câncer no sistema digestivo, e desde que descobriu a doença morava com as suas irmãs em Ipameri, sua cidade natal. Durantes esses últimos 24 meses, Zazá fez o tratamento contra o câncer no Hospital das Clínicas de Goiânia.

O corpo de Zazá está sendo velado no salão da Serpos e o sepultamento está marcado para às 16h deste sábado, 13 de julho.

Cantores. Compositores. Dupla sertaneja formada por Mirosmar José di Camargo, o Zezé di Camargo – Pirinópolis, GO – 17/8/1963, e Zazá. A dupla foi formada por volta de 1979 e foi o primeiro trabalho profissional de Zezé di Camargo, depois da extinção da dupla que formara, ainda criança, com o irmão Emival, morto, em acidente automobilístico.
Em 1980, Zazá e Zezé lançaram o primeiro LP, “Caminho do além”, pela gravadora Chantecler, no qual interpretaram as músicas “Canto bebo e choro”, “Por favor volte pra mim”, e “Adeus Maria”, todas de Zazá, “Alma da terra”, de João do Pinho e Zazá, “Casinha triste”, de João do Pinho e Zezé di Camargo, “Bandeira branca”, de Odaés Rosa, “Erro imortal”, de Sargento Marra, “Chuvas de maio”, de S. Flores Rivera e Santiago, “Caminho do além”, de José Rico e Sargento Marra.

Em 1981, a dupla participou da coletânea “Na boca do forno”, também pela Chantecler, com a música “Erro imortal”. No mesmo ano, participaram do LP “Movimento jovem sertanejo”, também da Chantecler, interpretando as canções “Força da fé”, de Itapuã, e “O imigrante”, de José Fortuna e Paraíso.

A coletânea contou com as participações de nomes como César e Paulinho, Cleyton e Cristiane, Pinochio, Duo Esmeralda e Nerino e Nivaldo, Em 1982, lançaram, pela Chantecler o LP “Berço do mundo”, no qual interpretaram as músicas “Gosto de fruta” e “Esperança morta”, de Zezé di Camargo; “Entre o céu e o inferno”, de Ourival Siriano e Zezé di Camargo; “Posto da esquina”, de Zé de Melo e Zezé di Camargo; “Despida na cama”, de Bandeirante, Ourival Siriano e Zezé di Camargo; “Coração de ninguém”, de Lourival Siriano e Zezé di Camargo; “Berço do mundo”.

Em 1984, a dupla lançou aquele que seria seu último disco, o LP “1984;Festa dos quinze anos”, também pela Chantecler com as músicas “Festa dos quinze anos”, de Darci Rossi e Marciano; “Rodovia”, de Danúbio do Prado e Franco Montylla.

No ano seguinte, sem conseguir o sucesso almejado, a dupla acabou por se dissolver, após a gravação de três LPs pela Chantecler e a participação em duas coletâneas além de shows e apresentações em Rádios do centro oeste. Parte da história da dupla foi abordada no filme “Dois filhos de Francisco”, de Breno Silveira, grande sucesso do cinema brasileiro em 2006.

Veja a última participação de Zazá em um programa de TV, no Domingo Show, apresentado por Geraldo Luiz na Rede Record:

Fonte: Blog do Badinho

GN Comunicação e Notícias
GN Comunicação e Notíciashttps://gncomunicacaoenoticias.com.br
Conte com nossa equipe de redação para divulgar notícias da região.
OUTRAS NOTÍCIAS
- Anúncio -

- Anúncio -

- Anúncio -

- Anúncio -

- Anúncio -

Mais notícias

Recent Comments